DICAS DE CULTURA

Bilinguismo otimiza desenvolvimento cognitivo

O Instituto de Psicologia da USP revela a relação entre desenvolvimento cognitivo e bilinquismo.

Estudos do Instituto de Psicologia (IP) da Uuniversidade de São Paulo (USP) sobre a influência do bilinguismo precoce no desenvolvimento cognitivo de crianças, comprovam que uma criança com boa proficiência em duas línguas, em geral, intensifica o que os especialistas chamam de controle inibitório ou seleção de atenção.


Segundo pesquisas, o controle inibitório, como o próprio nome diz, inibe a atenção aos estímulos menos importantes. Sendo assim, além da aceleração no desenvolvimento cognitivo (antecipação da entrada no pensamento operatório), crianças bilíngues tem uma antecipação na percepção da relatividade dos nomes. Por exemplo, ela sabe que uma mesa pode se chamar mesa, table, tisch (alemão) ou outro nome. A criança entende que o objeto independe do nome que lhe é dado.
Para Jean Piaget, psicólogo e mestre em comportamento infantil, a presença de duas línguas no ambiente gera um desequilíbrio inicial que, codificado pelo esforço ao entendimento, traz resultados vantajosos para a estrutura de conhecimento da criança. Ao se deparar com uma pessoa falando outra língua, a criança busca a equilibração de seus conhecimentos linguísticos aprendendo o novo idioma. (...)

In jbonline.terra.com.br
    13/08/09